22 abril 2006

Che Guevara Assassino

Ernesto Guevara de la Serna, filho de Ernesto Guevara Lynch e Célia de la Serna, nasceu em Rosário, Argentina, a 14 de junho de 1928. Foi morto no dia 8 de outubro de 1967 com 39 anos dedicados à barbárie, ao assassinato e ao terrorismo. Infelizmente muitos jovens desinformados acreditam que Che Guevara foi um heroi, e mostram a sua "irreverência", exibindo t-shirts, chapéus, lenços, autocolantes, tatuagens e toda a parnafenália contendo a famosa silhueta do "heroi revolucionário".
Estima-se que às mãos de Che Guevara, tenham perecido cerca de 400 pessoas. Em Janeiro de 1957, assassinou Eutimio Guerra (guerrilheiro camarada) com um tiro, por suspeitar que este passava informações a Batista. Segundo ele próprio, executou pessoalmente camponeses, mesmo sem a certeza de que estes seriam traidores.
As execuções sumárias continuaram quando Fidel Castro nomeou Che para comandante da prisão de San Carlos de La Cabaña, segundo relatos de várias testemunhas.
Irónicamente, as pessoas que invergam a carranca de Che Guevara, são fervorosos oponentes à pena de morte. Tal comportamento só pode ser explicado, por uma elevada dose de ignorância e de carneirismo irracional.

Um excelente documentário sobre o "heroi" amigo de Fidel Castro

12 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Infelizmente, se alguém é viso com um símbolo nacionalista estampado na roupa é imediatamente apelidado de monstro, fascista, racista, etc. Enquanto que se se passear com a cara do che guevara, já se é um gajo porreiro, cheio de peace&love e de cultura.

Enfim, é a vida. Ninguém disse que era justa!

22 abril, 2006 20:28  
Blogger SAM said...

«Hasta Siempre»

Aprendimos a quererte,
Desde la histórica altura,
Donde el sol de tu bravura
Le puso cerco a la muerte.

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Tu mano gloriosa y fuerte
sobre la historia dispara,
cuando todo Santa Clara
Se despierta para verte.

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Vienes quemando la brisa
con soles de primavera
para plantar la bandera
con la luz de tu sonrisa

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Tu amor revolucionario
te conduce a nueva empresa,
donde espera la firmeza
de tu brazo libertario.

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Seguiremos adelante
como junto a ti seguimos
y con Fidel te decimos :
«¡Hasta siempre Comandante!»

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

POIS É, MAS OLHA QUE NÃO VÊS NINGUÉM COM O SALAZAR OU O HITLER NA T-SHIRT...ATÉ PORQUE NÃO ERAM FOTOGÉNICOS!!!

HASTA LA VITORIA....SIEMPRE!

22 abril, 2006 22:20  
Anonymous Anónimo said...

Ironia das ironias:

Che Guevara, o filho de uma puta que ganhou fama na sua "luta" para destruir o capitalismo, é agora um merdas que recebe uma parte desse mesmo capitalismo! Ha! Ha! Ha!

Hoje, aquela cara de cigano sujo está estampada em canecas, isqueiros, porta-chaves, preservativos, carteiras, bonés, chapéus, camisas de golfe, autocolantes, blusões, sacos de viagem, calças de ganga, embalagens de chá, sapatilhas, lenços, bandeiras, cuecas, e as habituais t-shirts.
Até existe um detergente em pó com o slogan "Che lava mais branco."

He! He! He! Mais branco!! Aquele porco mestiço!!!!

Ainda bem que há "lutadores" contra o Capitalismo como ele. Se não fosse Che Guevara, uma boa centena de multinacionais que exploram o seu focinho, estariam hoje um bocadinho mais pobres! He! He! He!

23 abril, 2006 09:44  
Blogger SAM said...

«Hasta Siempre»

Aprendimos a quererte,
Desde la histórica altura,
Donde el sol de tu bravura
Le puso cerco a la muerte.

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Tu mano gloriosa y fuerte
sobre la historia dispara,
cuando todo Santa Clara
Se despierta para verte.

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Vienes quemando la brisa
con soles de primavera
para plantar la bandera
con la luz de tu sonrisa

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Tu amor revolucionario
te conduce a nueva empresa,
donde espera la firmeza
de tu brazo libertario.

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

Seguiremos adelante
como junto a ti seguimos
y con Fidel te decimos :
«¡Hasta siempre Comandante!»

Aquí se queda la clara,
La entrañable transparencia
De tu querida presencia,
Comandante Che Guevara.

23 abril, 2006 19:44  
Anonymous Anónimo said...

che guevara um dos maiores assasinos da história comtemporânia.
Também Portugueses ele matou em Africa.

Celta 88

24 abril, 2006 17:11  
Blogger XaNaX_C_CerVeJa said...

vocês nacionalistas da treta precisam de umas lições de história

28 abril, 2006 17:07  
Blogger portvgvesa said...

http://img239.imageshack.us/my.php?image=deadche8dd.gif

29 abril, 2006 00:36  
Blogger José Adelino said...

ideologicamente o percurso de Ernesto de la Serna "Che" Guevara não é dos mais consequentes, ainda assim não censuro o recurso a execuções extra-judiciais em contexto revolucionário. O "peace&love" que colocam ser amiude associado à iconografia é fruto da perversão e do esvaziar de conteúdo da mesma...e é algo que se aprende em sociologia de 12.º ano: a cultura dominante força a massificação pervertida de iconografia afecta à cultura desviante por forma a neutralizá-la ideologicamente.
A ideologia marxista não advoga a passividade, antes pelo contrário- Marx defende o uso da violência por parte da classe trabalhadora como meio legítimo para o derrube e subjugação da classe dominante- a burguesia.

PC:400 execuções não são tantas quanto isso se atendermos à escumalha que ainda por cá ficou.

29 abril, 2006 18:56  
Anonymous Anónimo said...

Quem "não censura o recurso a execuções extra-judiciais em contexto revolucionário", não tem moral para criticar o que os nazis fizeram na 2ª Guerra Mundial.

01 maio, 2006 16:31  
Blogger José Adelino said...

um comunista tem superioridade moral para, não criticar, antes condenar a ideologia nazi-fascista. Reitero que "não censuro execuções extrajudiciais em contexto revolucionário". Comparar esta minha concepção a"o que os nazis fizeram na II Guerra Mundial" tem um nome: desonestidade intelectual.

PC: se, e porque me irrita ter que responder a um, a revolução dependesse, que não dependerá, de um tiro dado no meio da cara de um qualquer anónimo, eu premeria o gatilho.

08 maio, 2006 20:29  
Anonymous Anónimo said...

Um comunista tem superioridade... he! he! he!

"um tiro dado no meio da cara de um qualquer anónimo, eu premeria o gatilho." Zé Lino, O Pistoleiro... he! he! he!

08 maio, 2006 23:06  
Anonymous Anónimo said...

Adelino, José

deves ser daqueles que falam e falam (tipo sam) mas depois na hora da verdade. nepias.

sabes lá tu o que é dar um tiro em alguem. cresce!! e aparece!!

12 maio, 2006 20:20  

Enviar um comentário

<< Home